AO PÉ DA CRUZ

Quero estar ao pé da cruz,
Que tão rica fonte,
Corre franca salutar,
De Sião no monte.

Sim, na cruz, sim, na cruz,
Sempre me glorio,
E, por fim, descansarei,
Salvo além do rio.

A tremer, ao pé da cruz,
Graça, amor achou-me;
Matutina estrela ali,
Raios seus mandou-me.

Junto à cruz, ardendo em fé,
Sem temor vigio,
Pra que a terra eu possa ir ver,
Santa, além do rio.

Júlio César Ribeiro