Igreja Evangélica Metodista Portuguesa

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Entrada Princípios Catecismo IV - Vida Cristã: A Oração

IV - Vida Cristã: A Oração

36. O que é a Oração?
Oração é a comunicação, falada e não falada, que tem lugar entre nós e Deus.  
36.Mateus 6:5-14
Romanos 8:26-27  
37. Por que é que precisamos de orar?
Nós precisamos de orar porque fomos criados para sermos amigos de Deus e fomos reconciliados com Ele em Jesus Cristo. A Oração é a expressão natural desta relação de amor com Deus nosso Pai Celeste. Nós oramos a Deus porque confiamos nele e queremos fazer a Sua vontade em todas as coisas. Oramos porque dependemos dele e procuramos a Sua condução, força e consolo. O próprio Jesus orava com frequência e ensinou os seus discípulos a fazerem o mesmo.  
 
37.Lucas 11:1-13; 18:1-8; 22:39-46
Romanos 8:14-17
Tiago 1:2-8
Nota: Oração é a expressão "natural" da nossa relação com Deus, mas isso não quer dizer que achemos fácil orar. Temos que aprender a orar como uma criança precisa de aprender a falar. Deus tem consciência das nossas dificuldades, e dá-nos a ajuda do Espírito Santo.
Nota: Reconciliados - Jesus Cristo deitou abaixo as barreiras entre nós e Deus, restaurando a relação connosco.
2 Coríntios 5:17-19
38. O que é que as nossas orações devem incluir?
As nossas orações devem incluir:
Adoração - nós louvamos e adoramos a Deus pelo que Ele é;
Confissão - nós vimos a Deus em contrição, admitindo o que somos e buscando o Seu perdão;
Intercessão - nós pedimos a Deus em favor dos outros;
Petição - nós oramos a Deus acerca das nossas necessidades e preocupações;
Acção de Graças - nós damos graças a Deus por tudo aquilo que Ele nos tem dado, especialmente pela nossa salvação em Jesus.
Meditação - nós reflectimos tranquilamente na natureza de Deus e acerca daquilo que Ele tem feito e esperamos que Ele fale connosco.  
38.Salmo 18
Apocalipse 4:8; 15:3-4
Salmo 51

Salmo 72

Salmo 6
Filipenses 4:6

Salmo 30
1 Tessalonicenses 1:2-3
Adoração: ver 46.  
 
39. Deus ouve sempre as nossas orações?
Deus ouve sempre as nossas orações, mas nem sempre responde imediatamente ou do modo que esperamos. Ou pode Ele responder e não termos noção de que essa é a sua resposta. E podemos ser nós o meio pelo qual Deus responde às nossas orações ou às dos outros.  
39. Mateus 6:7-8
Tiago 4:1-10
2 Coríntios 12:7-10
2 Samuel 12:15-23  
 
40. Como é que Jesus nos ensina a orar?
Ele deu-nos a oração que chamamos a Oração do Senhor ou Pai Nosso, que podemos usar como uma oração ou como um modelo para as nossas próprias orações.  
40.O ensino de Jesus acerca da oração: ver 37 (Notas)
Mateus 6:9-13  
 
41. Qual é a Oração do Senhor (ou Pai Nosso)?
Pai nosso, que estás nos céus,
santificado seja o Teu Nome;
venha o Teu Reino;
seja feita a Tua vontade,
assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
perdoa-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido;
não nos deixes cair em tentação
e livra-nos do mal.
Porque Teu é o reino, o poder e a glória,
agora e para sempre. Amém
41.Nota: a conclusão do Pai Nosso: "Pois teu é o reino, etc.", não estava no texto original do evangelho de Mateus, mas foi acrescentado posteriormente pela Igreja Primitiva.
42. Por que é que oramos em nome de Cristo?
Orar no Seu nome é orar com a Sua autoridade, como aqueles que Ele salvou e reconciliou com Deus. Orar no Seu nome implica, também, que aquilo que pedimos é o que Ele pediria por nós; isto é, está de acordo com a Sua vontade à qual nós submetemos o nosso pedido.
42.João 14:11-14; 16:23-24
Tiago 4:1-10
IV Estudo adicional
Há livros de orações, clássicos do passado e obras modernas, que podem ser estudados. Os Salmos, as orações de Jesus e dos apóstolos, os Hinários são boas fontes para descobrir mais sobre a oração. Coleccione orações, de várias fontes para depois poder usar.
Devocional
Leitura: Lucas 11:1-13
Hinos: H.E. 91, 387, 472
Oração:
"Demos graças a Deus:
- Pela sua misericórdia e amor sem fim.
Tu és digno de receber as nossas orações e o nosso louvor, Pai Celestial Eterno Deus; e com toda a Igreja Triunfante e com toda a Igreja na terra, nós Te louvamos pela Tua majestade e glória, pela Tua bondade e graça.
Nós Te louvamos pelas maravilhas da Tua criação e porque Te revelaste num homem, pelo dom da Tua vida em nós, pela Tua misericórdia e graça em toda a nossa vida.
Pela alegria de amar e ser amado.
Por tudo o que é verdadeiro e nobre, por tudo o que é bom e puro.
Por estes dons nós Te louvamos e bendizemos.
- Senhor Nosso Deus, Pai Celestial, nós Te adoramos, nós Te agradecemos, nós Te louvamos pela Tua glória.
Nós Te agradecemos porque Tu tanto amaste o mundo que deste o Teu Filho para ser o nosso Salvador, para que todos aqueles que n’Ele crêem tenham a vida eterna.
Porque Ele está entre nós cheio de graça e verdade.
Por ter morrido por nós na cruz.
Por Ter ressuscitado para ser nosso Pastor e Rei.
Pela Sua promessa de voltar para ser nosso juiz.
Pelo dom de Jesus Cristo, nós Te louvamos e Te adoramos.
- Senhor Jesus, Cordeiro de Deus,
Tu levaste sobre Ti os pecados do mundo:
Tem misericórdia de nós!
Tu que estás sentado à mão direita do Pai,
Tem compaixão de nós.
Nós Te agradecemos pela presença e obra do Espírito Santo:
Por criar comunhão em verdade.
Por santificar a família da Igreja.
Por espalhar o Evangelho por todo o mundo.
Por revelar as coisas de Deus.
Pelo dom do Teu Espírito Santo nós Te louvamos e Te adoramos. Por isso, Pai, no Seu poder, nós nos oferecemos a nós mesmos para sermos um sacrifício vivo para o Teu serviço. Fortalece-nos para Te servirmos, e reúne-nos a todos no Teu Reino.
- Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém."
 

Registo

Registe-se para receber toda a informação actualizada.