Igreja Evangélica Metodista Portuguesa

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Entrada Notícias COMUNICADO FINAL DO PLENÁRIO DO SÍNODO 2017

COMUNICADO FINAL DO PLENÁRIO DO SÍNODO 2017


O Sínodo que é Órgão máximo da Igreja, esteve reunido de 28 a 30 de abril, nas instalações da igreja Metodista do Mirante, na cidade do Porto.

No dia 28 de Abril, teve lugar a Reunião do Conselho Presbiteral. Foi um tempo de oração, renovação, consagração e atenção aos vários momentos que iriam ter lugar no Sínodo.

Nos dias 29 e 30, no Plenário, os representantes das igrejas tiveram a oportunidade de ouvir a mensagem e refletir sobre o tema ministrado no devocional de abertura pelo agora Pastor à prova João Vilaça. O tema foi baseado no inspirador texto de II Coríntios 5.14-20, sintetizado nas palavras: “Reconciliação: É o amor de Cristo que nos impele”. Recorde-se que este foi o tema da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos para este ano da celebração dos 500 anos da Reforma Protestante. O material de apoio foi preparado por uma Comissão Ecuménica, constituida por membros de diferentes Igrejas na Alemanha.

Da reflexão feita sublinhou-se que o amor de Cristo nos constrange, nos impele, empurra, dá impulso. É sempre de Deus a iniciativa e, então, a nossa vida é poderosamente transformada, com uma influência permanente em nós. Tudo começa com a reconciliação de nós mesmos com Deus e continua na família, nos amigos, nas igrejas, nos irmãos na fé e em tudo o que faz parte da vida do que crê. Perdoados e reconciliados, somos transformados em mensageiros, embaixadores da reconciliação, em nome daquele que nos reconciliou com Deus, Jesus Cristo.

No seu Relatório, o Bispo Sifredo Teixeira entre outras matérias trouxe à memória algumas das referências do modo de ser metodista, em tempos de muita diversidade entre nós, para caminharmos num maior espírito de comunhão.
Do Relatório da Comissão Executiva, surgiram as propostas que foram aprovadas pelo Sínodo, das candidaturas ao Ministério Diaconal dos irmãos José Moreira e Alfredo Bastos Silva (Fritz) e ao Ministério Presbiteral do irmão João Miguel Vilaça. Irmãos a quem foi reconhecida a chamada de Deus, a formação académica secular que têm e o envolvimento de muitos anos na vida da Igreja que entre outras coisas os levou a serem Professores de Escola Dominical e a terem experiência na pregação do Evangelho de Cristo. Integrados nos Ministérios respetivos terão um período de prova no minimo de dois anos com formação teológica.

Do diálogo sobre a Missão da Igreja sublinha-se o Relatório da Comissão para as actividades com Crianças e Adolescentes que entre outras considerações deixou um apelo a uma melhor resposta às actividades que são propostas para além da Semana Bíblica de férias no Verão. Sublinha-se também neste ponto a apresentação dos Objetivos para as contribuições das igrejas.

Registou-se que na Caminhada para a unidade com a Igreja Presbiteriana a cooperação mantem-se e que foi publicado o Caderno de cânticos “Exultai” numa versão que serve as duas Igrejas.

Sobre o COPIC o Sínodo foi informado entre outras coisas sobre a eleição dos Órgãos do Conselho na última Assembleia Geral. A Direção é agora presidida pelo Pastor Paulo Silva da Igreja Presbiteriana. O Conselho Fiscal é presidido pelo Rev. Carlos Duarte da Igreja Lusitana. E, a Assembleia Geral é presidida pelo Pastor Emanuel Dinis da Igreja Metodista.

O Sínodo aprovou a recondução da Comissão Executiva por mais um mandato e a reformulação do Regulamento da Igreja no prazo de um ano, o qual depois de aprovado implicará a eleição dos Órgãos da Igreja. Ficou também aprovada a delegação de poderes no Conselho Presbiteral e na Comissão Executiva para o mais breve possível decidirem sobre as colocações pastorais. O Tesoureiro, o Dr. Jorge Felício, colocou um desafio a toda a Igreja de modo a prosseguirmos no caminho para atingirmos a autonomia financeira. O desafio que é mais um passo para o objectivo em vista, é realista e passa por um pequeno aumento de 50 cêntimos nas contribuições dominicais de cada membro.

Numa Europa cada vez mais preocupantemente dividida, as Igrejas buscam caminhar juntas pela ação do Espírito do Senhor entre nós. Neste sentido, foi aprovado no Sínodo o documento do Conselho Europeu Metodista de constituição da Comunidade das Igrejas Metodistas e Wesleyanas na Europa que entre outras coisas, reconhece e valoriza os ministérios das Igrejas desta Comunidade nos diferentes países europeus.

O Sínodo decorreu num clima de comunhão, com aprovação de relatórios, partilhas, testemunhos e algumas preocupações. Em tudo, o Senhor esteve presente.

O Culto Oficial do Sínodo foi um tempo abençoado que incluiu louvor, oração, leitura bíblica, reflexão com a mensagem que nos trouxe o Bispo Sifredo e a celebração da Santa Ceia. Registou-se a presença de um grande número de pessoas e entre estas, muitas crianças.

O espírito da reconciliação com o Pai, em nós mesmos e uns com os outros deu o tom para continuarmos o caminho que ainda temos para percorrer, cumprindo a missão que nos está confiada de partilharmos Cristo por palavras e acções, fazendo discípulos que façam discípulos.

Demos graças a Deus pelos ministérios dos Pastores que se aposentam, Pastor Carlos Bueno e Pastora Eunice Alves. Agradecemos à Igreja do Mirante pela calorosa hospitalidade e a todos os que colaboraram. E encerramos com gratidão e oração.

“ (...) o amor de Cristo nos constrange (...)se alguém está em Cristo, nova criatura é; (...)eis que tudo se fez novo. (...)Tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo e nos deu o ministério da reconciliação.”

II Coríntios 5. 14,17,18 (excertos)
Porto, 30 de Abril de 2017
 

 

Registo

Registe-se para receber toda a informação actualizada.